Programa Municipal de Aprendizagem certifica adolescentes em Pinhais

A  Secretaria da Assistência Social  promoveu  na quarta-feira (14) a certificação de três adolescentes que trabalharam em equipamentos municipais, contratados pelo Programa Municipal de Aprendizagem. A cerimônia foi realizada no Centro da Juventude e celebrou a finalização da primeira turma de aprendizagem, iniciada em 2019 e 2020. 

Além dos  aprendizes, a formatura contou com a participação dos responsáveis legais; da Secretária da Assistência Social, Rosangela Batista da Silva Duarte; da coordenadora de Educação do SESI/SENAI Pinhais, Izabel Cristina dos Santos França, representando a Rede Esperança; e demais diretores, coordenadores e servidores da Secretaria de Assistência Social. O evento foi realizado seguindo todos os protocolos de biossegurança orientados pelas autoridades sanitárias.

Para a jovem aprendiz, Ana Karolina Carvalho da Silva, uma das formandas, a experiência foi muito válida. “Eu amei ter participado do programa, foi uma grande oportunidade que nunca vou esquecer. Aprendi muita coisa, o tempo que passei pela prática, foi um grande aprendizado, amei ter tido essa experiência.Espero que mais pessoas como eu tenham a oportunidade de serem jovens aprendizes também”, relatou.

Já Bruno Henrique Fernandes ficou muito feliz em participar e se disse grato pela preocupação da prefeitura em ter feito uma cerimônia de formatura. “O programa me ajudou muito, ajudou a melhorar minha responsabilidade”, disse.

Para a Secretária de Assistência Social, Rosangela Batista da Silva Duarte, participar desse momento é gratificante. “A Lei da Aprendizagem foi um passo essencial no olhar da administração pública para a Assistência Social. Esses meninos e meninas pertencem ao público prioritário atendidos pelos CRAS e pelo CREAS e conseguimos perceber o quanto amadureceram e aproveitam a oportunidade de crescimento e de formação profissional”, salientou.

Programa Municipal de Aprendizagem

O Programa Municipal de Aprendizagem, instituído por meio da Lei Nº 1779, de 2016, estende-se, prioritariamente, aos adolescentes e jovens assistidos pelo Sistema Único de Assistência Social (SUAS). A inserção no programa ocorre por meio do atendimento realizado pelos equipamentos públicos de Assistência Social, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), ou por encaminhamento do Serviço de Proteção Social Especial.

Para participar os adolescentes ou jovens devem se enquadrar nos seguintes critérios: ser residente em Pinhais; ter idade igual ou superior a 14 anos até 24 anos incompletos; estar matriculado em instituição de Ensino Fundamental, Médio ou Superior, regular, CEEBJA ou especial, da rede pública ou rede privada na condição de bolsista integral; ser referenciado nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), inserido(a) em serviços e/ou programas ofertados pela rede socioassistencial; e deve estar quite com suas obrigações civis e militares, quando exigíveis.