Um dos autores do requerimento de audiência do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o deputado Luizão Goulart (PRB-PR) cobrou uma defesa mais enfática da reforma da Previdência pelos integrantes do governo.

“Essa proposta é do Ministério da Economia ou do governo? Em que momento o governo como um todo vai sair à rua para convencer a população de que a reforma é necessária, justa e boa?”, questionou. “Nós aqui estamos sintonizados com nossa população”, avisou.

O deputado ainda lembrou que nenhuma outra categoria da população foi ouvida antes de o governo apresentar sua proposta de reforma da Previdência, diferentemente do ocorrido com as Forças Armadas, que “fizeram seu próprio projeto”. A proposta dos militares incluiu uma reestruturação de carreiras com aumento de soldos e de gratificações. “A reforma reduz privilégios, mas não pode ser incoerente (sobre militares”, criticou.

Goulart afirmou ainda que tem preocupação sobre o impacto da “redução de benefícios” provocada pela reforma nos municípios, uma vez que muitos dependem da renda de Previdência e benefícios assistenciais para sustentar comerciantes e movimentar a economia. “Até considero a reforma necessária, mas ela também não pode penalizar os mais pobres”, disse.

Fonte: Revista istoé Dinheiro –
https://www.istoedinheiro.com.br/luizao-goulart-a-guedes-a-proposta-e-do-ministerio-da-economia-ou-do-governo/?fbclid=IwAR2qIQx9-mRy-VxAJGRLZdDz3uV9wrnQUta3cfsv52qqH3U0VNTSvBjowM0