ENTREVISTA E HOMENAGEM A DIRETORA DO DEP. DE PROTEÇÃO SOCIAL MARIA VITÓRIA CALEME

ENTREVISTA E HOMENAGEM A DIRETORA DO DEP. DE PROTEÇÃO SOCIAL MARIA VITÓRIA CALEMEVilmar Rodrigues Júnior do Programa Conhecimento em Debate da Rádio FM Nova Pinhais 98,3 homenageia com “placa” a Diretora do Departamento de Proteção Social Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social Maria Vitória Caleme pelo excepcional trabalho realizado à frente do Departamento.

Na última quarta-feira (11/05/2016) a Diretora do Departamento de Proteção Social Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social Maria Vitória Caleme participou do Programa Conhecimento em Debate pela Rádio Comunitária FM Nova Pinhais.  A Diretora enalteceu o trabalho de todos seus gerentes, coordenadores, bem como de todos os servidores da Assistência Social de Pinhais. Ao final do programa, Maria Vitória Caleme recebeu uma “Placa de Homenagem” das mãos do apresentador Vilmar Rodrigues Júnior, pelo excepcional ano de trabalho à frente do Departamento.

Confira abaixo alguns trechos da entrevista:

Rádio FM Nova Pinhais: Sob a escuta da verdade quem é Maria Vitória Caleme?

Maria Vitória Caleme: Sou uma pessoa que acredita na capacidade de transformação das pessoas, na plenitude de Deus e na força da natureza que torna a vida possível e especial. Assistente Social (graduada em Serviço Social pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Curitiba), Pós-graduada em Políticas Públicas e Gestão de Projetos Sociais. Atuei por um tempo no Serviço Social de empresas privadas, e desde 2009 sou Servidora Pública do município de Pinhais. Trabalhei no CRAS, depois na Gestão e atualmente estou como Diretora do Departamento de Proteção Social Básica na Secretaria de Assistência Social.

Rádio FM Nova Pinhais: Quais as principais competências da Secretaria Municipal de Assistência Social?

 Maria Vitória Caleme: O objetivo da Gestão do município de Pinhais para a Secretaria, é efetivar a Assistência Social como Política Pública de Proteção Social às famílias e para quem dela necessitar, bem como a gestão do SUAS – Sistema Único da Assistência Social, que organiza a qualidade de prestação de serviços, tendo ainda como atribuição a Gestão do Programa Bolsa Família. O SUAS se divide em duas proteções: Básica e Especial (esta, de Média e Alta Complexidade). A Básica previne as situações de vulnerabilidade e risco social das famílias, publico dessas políticas.

Rádio FM Nova Pinhais: Quais as principais atribuições do Departamento de Proteção Social Básica?

Maria Vitória Caleme: Nosso departamento tem como objetivo a prevenção de situações de risco, por meio de desenvolvimento de potencialidades, aquisições e do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários.

Destina-se à população que vive em fragilidade decorrente da pobreza, da ausência de renda e do acesso precário ou nulo aos serviços públicos e ainda da fragilização de vínculos afetivos.

Atua por meio de diferentes equipamentos, entre eles destacam-se os CRAS que são a porta de entrada das famílias para esta Política  estão estrategicamente localizados e próximos as áreas de vulnerabilidade, facilitando acesso aos munícipes e permitindo o conhecimento pelo poder público das características de cada bairro.. Os principais serviços ofertados nos CRAS são: PAIF, SCFV, SPSB no domicílio. Esses serviços visam garantir direitos sociais e contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população em situação de fragilidade social, por meio do fortalecimento dos laços familiares.

A grande missão da Proteção Social Básica é dar acesso às famílias em aos Programas, Projetos, Serviços e Benefícios que são ofertados. Para cumprir esta missão, o Município de Pinhais esteve comprometido com a implantação de todos os nossos equipamentos.

Rádio FM Nova Pinhais: Cite alguns dos equipamentos do Departamento de Proteção Social Básica e seus benefícios.

Maria Vitória Caleme: No Departamento de Proteção Social Básica dispomos dos seguintes Equipamentos:

4.1) O Centro de Convivência do Idoso, que é um espaço desenvolvido para promover o encontro e a participação de idosos em atividades esportivas, artísticas e culturais, proporcionando sociabilização e melhoria da qualidade de vida deste público, visando o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, promovendo a interação e interação da pessoa idosa na família, na comunidade e na sociedade.

4.2) O Centro da Juventude é um espaço de referência para a juventude, acessível, aberto e democrático que possibilita aos adolescentes e jovens, produzir e acessar bens culturais e artísticos, participar de atividades esportivas, artísticas, culturais, tecnológicas e profissionalizantes, desenvolver e participar de ações que favoreçam a formação pessoal, profissional e política. Desenvolve ações para o fortalecimento da convivência, formação e cidadania para adolescentes e jovens.

4.3) Centro de Referencia de Assistência Social. São 4 os CRAS do município e estão distribuídos nas regiões Norte(Jardim Amélia), Sul(Weissópolis), Leste(Maria Antonieta) e Oeste(Jardim Claudia). O CRAS diferencia-se das demais unidades de Assistência Social, pois desempenha as funções de Gestão da Proteção Básica no seu território e oferta o Programa de Atenção Integral à Família – PAIF. É função do CRAS junto com sua Equipe articular a Rede Socioassistencial de Proteção Social Básica promover a articulação intersetorial e a busca ativa, no seu território.

4.4) O Posto Avançado Jerivá, é uma extensão do CRAS Oeste, desenvolvendo o atendimento  de Serviço Social e Cadastro Único, necessário às famílias do Loteamentos Jerivá, os demais serviços são ofertados no CRAS. Houve a necessidade de ofertar este serviço na região em razão do aumento do atendimento com a chegada das famílias relocadas das margens do Rio Atuba, por intermédio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), gerido pela Companhia da Habitação do Paraná (COHAPAR).

4.5) O Núcleo de Convivência Familiar Norte (NUCFN) objetiva o desenvolvimento de ações para o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, promovendo a integração e interação na família, na comunidade e na sociedade, proporcionando o desenvolvimento pessoal, social e comunitário dos indivíduos e famílias, para que atuem como agentes de transformação em sua comunidade, facilitando sua integração inclusive no mercado de trabalho.

4.6) O Núcleo de Inclusão Produtiva (NIP), tem como objetivo a capacitação profissional dos usuários atendidos pela Secretaria de Assistência Social, a formação dos cidadãos e a conquista da autonomia, vinculadas à produção de renda e inclusão produtiva. A proposta atual de utilização do espaço é a incubadora do projeto “Costurando para o Futuro”(cooperativa na área de costura), em parceria com o Conselho da Comunidade. O objetivo desta ação é a capacitação dos usuários atendidos pela Proteção Social Básica. Atualmente estão inscritas 68 mulheres que farão parte deste projeto pelo período de dois anos. Anteriormente, neste espaço já foram ministrados cursos como o de corte e costura, decorador de festa infantil, doceira e salgadeira, serigrafia, meias de seda, caixas decoradas, pintura em panos de prato e bijuteria. Nestas capacitações já foram atendidas aproximadamente 400 pessoas.

4.7) O Posto de Identificação é uma parceria entre a Prefeitura de Pinhais e o Instituto de Identificação do Paraná, que tem como principal objetivo a expedição de Carteira de Identidade como ação de cidadania e direitos humanos, emitindo também o Atestado de Antecedentes Criminais.

4.8) O Armazém da Família é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Assistência Social e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (esta, gestora do espaço), conta ainda com o apoio da Secretaria de Abastecimento da Prefeitura de Curitiba para seu abastecimento. Este programa social oferecido à população de baixa renda, proporciona a aquisição de gêneros alimentícios e produtos de higiene e limpeza, a preços em média 30% menores que os do mercado convencional.

Rádio FM Nova Pinhais: Recentemente o Centro da Juventude de Pinhais novamente foi considerado referência no Estado do Paraná. Na sua opinião que fatores fazem com que o Centro da Juventude de Pinhais tenha este papel de destaque no cenário estadual?

Maria Vitória Caleme: Primeiramente cabe lembrar que este reconhecimento veio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Paraná na pessoa da Srª Larissa Marsolik Tissot, que é Chefe do Escritório Regional, e que participou recentemente ao vivo de seu programa. Poderia dizer que uma somatória de ingredientes fazem deste um equipamento social diferenciado. A carga horária estendida para atender a população (2ª a 6ª das 08h00min as 22h00min e sábados das 08h00min as 17h00min), a pluralidade de ações efetivas de fortalecimento da comunidade, seja com a diversidade de atividades, oficinas, palestras e cursos abertos e gratuitos ofertados pelo espaço, seja com a promoção de eventos e projetos próprios, como por exemplo o I Torneio Intercentros da Juventude de Futsal, primeiro evento deste cunho, que reuniu outros Centros da Juventude do Estado do Paraná para uma confraternização (Centro da Juventude de Pinhais, de Castro, de Piraquara, de São José dos Pinhais, de Campo Largo e de Almirante Tamandaré), o I Concurso Jovem Poeta, que reuniu numa coletânea as poesias vencedoras de jovens em situação de vulnerabilidade social, a Jornada do Herói, que este ano teve a sua segunda edição, evento de RPG e COSPLAY, primeiro evento deste cunho no município e que movimentou o Centro da Juventude, e o recente Projeto Alimente a Mente, onde uma geladeira literária estará disponibilizada nos prédios públicos disponibilizando o empréstimo de livros à comunidade sem nenhuma burocracia. Eventos estes onde se destaca o “protagonismo juvenil”, pois são eventos idealizados e organizados pelos jovens participantes do Centro da Juventude de Pinhais, sob supervisão da equipe técnica do espaço. O atendimento com profissionais de Psicologia e de Pedagogia ofertado pelo Centro da Juventude de Pinhais favorece a “acolhida” e oferece as condições pessoais e sociais (quer seja pela escuta ou pela integração em outras políticas públicas e serviços que se façam necessários) para a participação efetiva do jovem atendido pelo espaço. O Centro da Juventude de Pinhais constitui-se como um espaço-referência e de cuidado humano, de construção de ações afirmativas junto à população. Por todos estes motivos, o espaço é referência no cenário estadual.

Deixe uma resposta