Segurança Alimentar é o tema do Dia Mundial da Saúde

Segurança Alimentar é o tema do Dia Mundial da Saúde
Em Pinhais, são desenvolvidas políticas públicas que abrangem o tema, entendendo a segurança nutricional e alimentar como direito fundamental do ser humano
Segurança Alimentar é o tema do Dia Mundial da Saúde

No último dia 7 foi comemorado o Dia Mundial da Saúde, que tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância da saúde no cotidiano. Este ano o tema escolhido pela Organização Mundial da Saúde foi “Segurança Alimentar”.
Pinhais foi o primeiro município do Paraná a aderir ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. E em 2012, através da Lei nº 1276/2012 foi criado o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA), composto por representantes do Governo Municipal e da Sociedade Civil Organizada, que tem como intuito propor as diretrizes gerais de uma Política de Segurança Alimentar e Nutricional.
A Segurança Alimentar é inserida na promoção à saúde, por meio ao acesso da população a alimentos seguros, sem contaminação biológica ou química, contendo qualidade nutricional adequada de forma sustentável e equilibrada.
O COMSEA é responsável ainda pelas políticas públicas entendendo a segurança nutricional e alimentar como direito fundamental do ser humano. Dentre os programas desenvolvidos pela Prefeitura de Pinhais, o Projeto Horta no Quintal de Casa ganha destaque no assunto produção orgânica, atendendo aproximadamente 650 famílias.
O Projeto Horta no Quintal de Casa é voltado para famílias moradoras de Pinhais, com renda de até três salários mínimos. A inscrição é feita nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e após o cadastro, uma equipe do Departamento de Agricultura e Abastecimento visita a residência para avaliar o terreno e passar as informações e orientações necessárias. Sendo assim, as famílias recebem duas vezes ao ano mudas de aproximadamente 15 espécies de hortaliças e adubo orgânico, e a produção é orientada a partir das práticas e princípios da agricultura orgânica.
Segundo Débora Jelinski, da Seção de Agricultura Urbana da Prefeitura de Pinhais, este projeto é um incentivo para que as famílias produzam as verduras e hortaliças que irão consumir. “Além da população o projeto abrange também escolas municipais, centros municipais de educação infantil, demais órgãos públicos e entidades assistenciais que tenham interesse em participar”, salienta Débora.
Dentro desta perspectiva, o COMSEA vem atuando no sentido de orientar e propor ações que levem a alimentação saudável, e já prepara mais uma edição da Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, que deve acontecer no dia 12 de junho deste ano.

Deixe uma resposta